Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Palavras ousadas

O meu espaço de ousadia

Palavras ousadas

O meu espaço de ousadia

Lá vai o cãozito...

cao.jpg

As correntes que nos prendem são invisíveis, mas seguras. Quando olhamos pela janela e vemos um rafeiro a passear no passeio que circunda o prédio onde vivemos, salivamos. Lá vai o cãozito, todo sorridente, sem complexos e medos, saltitando e soltando umas graçolas que nos fazem invejar a sua despreocupação e a sua sorte. A este o Corona não amedronta. Para este, o futuro é hoje. O agora é o mais motivante e feliz dos momentos caninos. Os carros loucos que varrem as ruas são poucos, e o índice de criminalidade animal baixou significativamente. As chamadas para os canis caíram drasticamente, afinal de contas a maior preocupação da sociedade humana, são os próprios humanos. Para o nosso povo mais idoso que vive isolado fica o desafio. Adopte um cão. Se não tem ninguém a seu lado que em caso de emergência possa ligar para o 112, tente ensinar o seu animal a usar o telemóvel. Afinal do contas o dito não servirá apenas para as selfies. Porém, o mais difícil, será convencer o pobre animal a estar a seu lado sem puder sair á rua. Mas como eles são os melhores amigos do homem, faça um esforço e convença-o. Boa sorte.

1 comentário

Comentar post